Maringá

GGI recebe 419 denúncias e tem noite movimentada com flagrantes; dono de Disque Cerveja é preso pela PM

Ação de sexta-feira resultou em 45 vistorias, 13 orientações e 7 autuações e interdições. (Imagem: Mileny Melo / PMM)
O Grupo de Gestão Integrada (GGI) e a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) tiveram muito trabalho na noite de ontem (5) em Maringá. Durante todo o dia foram registradas 419 de núncias na Ouvidoria Municipal, que resultaram em 45 vistorias, 13 orientações e 7 autuações e interdições.

Entre as autuações de ontem à noite está um Disque Cerveja na avenida Tiradentes, flagrado com porta fechada, mas com clientes consumindo dentro. Boletim da PM indica que cinco pessoas foram localizadas dentro do banheiro do estabelecimento, na tentativa de se esconderem das equipes. O dono foi preso pela PM após vistoria no local.

Os policiais apreenderam cigarros à venda sem procedência. O proprietário não aceitou a vistoria e ficou alterado, questionando a ação das equipes. Ele foi algemado e encaminhado para a Polícia Civil para registro de BO e depois para a Polícia Federal, em decorrência do contrabando e descaminho de cigarro, onde foi liberado em seguida. O caso foi acompanhando pelo advogado do comerciante.

O final da noite teve outra ocorrência que precisou de atuação intensa do GGI e polícias. Denúncia levou equipes até uma boate na Vila Nova, paralelo a avenida Colombo. Local foi flagrado com várias pessoas consumindo bebida alcóolica.

A PM teve trabalho para fazer abordagens, pois alguns clientes estarem embriagados. Algumas das funcionárias tentaram despistar o GGI alegando que ali não seria um estabelecimento comercial e sim residencial. Mas ninguém se apresentou como proprietário e, logo em seguida, a gerente passou a cobrar o pagamento das contas dos clientes antes que eles fossem embora. Foram autuadas 19 pessoas pelo toque de recolher, em R$ 1 mil cada.

O caso tem um agravante, já que alguns clientes e funcionárias se identificaram como sendo de outras cidades e o estabelecimento não fazia nenhum tipo de controle do fluxo de pessoas e aferição de temperatura, aumentando o risco de contágio pelo coronavírus.

As vistorias de ontem também resultaram na interdição e multa para empresa de componentes eletrônicos, um Disque Cerveja no Cidade Alta, orientações para supermercados, entre outros. PM prendeu ainda um ladrão por roubo em via pública e fez duas dispersões de aglomerações em locais públicos. Até o final da noite, total de 25 pessoas foram autuadas por descumprirem o toque de recolher. O efetivo do GGI e AIFU somou 31 veículos e aproximadamente 85 pessoas.

INTEGRAÇÃO – Participam das vistorias as secretarias de Fazenda (SeFaz), Meio Ambiente (Sema), de Saúde, de Mobilidade Urbana (Semob), Guarda Municipal, Comunicação, polícias Militar, Civil, Ambiental e Corpo de Bombeiros. As denúncias devem ser feitas nos telefones 153 (da GM) e 156 (da Ouvidoria). Também há opção pela internet, a qualquer hora do dia e a semana toda, na Ouvidoria Online neste link.
 
O GGI já está nas ruas hoje para verificar o cumprimento dos decretos municipal 606/2021 e estadual 6983/2021. Saídas são às 9h e às 14h da Guarda Municipal e às 20h do 4º Batalhão da PM.
 
As ações de vistoria são baseadas no Código Penal, como:
• artigo 268 – infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa;
• artigo 330 – desobedecer à ordem legal de funcionário público

DADOS PARCIAIS:
– 419 denúncias na Ouvidoria
– 45 vistorias
– 13 orientações;
– 7 autuações e interdições.
– 2 dispersões de aglomerações pela PM
– 24 autos pelo toque de recolher (parcial)
– 31 veículos e aproximadamente 85 pessoas no efetivo
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo