Em defesa do processo democrático, Suplicy desafia Ratinho para debate sobre intervenção militar

By fev 18, 2021 #Destaque #Quente

Loading

O desafio surgiu ontem, após o pai do governador do Paraná defender a volta da ditadura militar através de um golpe  

Quem acompanha o andar da carruagem no Paraná, começa a entender as atitudes do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD).   

Com mãos de ferro, cheio de autoritarismo, tem passado por cima dos educadores paranaenses como um trator, tentando, a todo custo, aprovar reformas devastadoras para o setor.    

A última desse governo insano, é aprovar um projeto na Assembleia Legislativa do Paraná, transformando a educação em um serviço essencial, indo em desacordo com o texto da constituição de 1988.  

Sobre isso, está em curso, no senado, e ninguém estar comentando, uma emenda que vai incluir a educação como serviço essencial. Vai ser um golpe duro contra a organização dos professores.  

Engraçado a atitude do apresentador Ratinho, possa de patriota e tem uma empresa chamada Café no Bule Ltda, que deve para os cofres da união, quase 200 milhões. 

Em 2016, o mesmo Ratinho que aparece posando de ético e descendo a madeira na oposição ao governo federal, foi condenado por manter trabalhadores em condição a escravidão. Quer criticar, pague o que deve. Honre os compromissos e respeite o ser humano.  

Quando a sociedade se depara com um apresentador bolsonarista que defende abertamente o golpe militar, deveria ser tirado do ar e responder criminalmente pelos seus atos.   

Ao ser questionado, com certeza vai invocar a liberdade de expressão e os direitos fundamentais, garantidos pela constituição de 1988. A mesma em que está desferindo um duro golpe, defendendo a volta da ditadura militar.   

Se for encarar o vereador Eduardo Suplicy (PT-SP) vai ter que se explicar.  

O parlamentar disse que, “o apresentador, por ter defendido uma “limpeza” no Brasil por meio de um golpe militar, seja preso tal como o deputado Daniel Silveira”.  

Eduardo Suplicy (PT-SP) usou suas redes sociais, no início da noite da quarta-feira (17), para desafiar o apresentador Ratinho para um debate sobre intervenção militar.  

Ontem, no início do dia, em seu programa de rádio na Massa FM, Ratinho disse ser favorável a uma “limpeza” como a que ocorreu em Singapura após golpe militar. Ele também defendeu medidas higienistas contra moradores de rua.  

Suplicy, então, propôs o desafio: “Desafio o apresentador Carlos Massa , o Ratinho, a realizar um debate em que ele venha a defender a volta dos militares ao poder no Brasil, como aconteceu de 1964 em diante, na Ditadura Militar, e a extinção por expulsão da população de rua, por meio da força e das armas, em que eu tenha a oportunidade de defender a Democracia e a instituições que signifiquem a realização da justiça, como a implantação da Renda Básica de Cidadania, Universal e Incondicional, como a defende o Papa Francisco, e daí consultarmos a população brasileira”. 

Visits: 3

By

Related Post

Optimized by Optimole