qua. fev 21st, 2024

Conselhos de saúde farão censo de profissionais não vacinados em Maringá

By abr 16, 2021 #Destaque

Loading

A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Saúde, e a 15a Regional de Saúde, se reuniram com representantes dos conselhos de diversos segmentos da saúde para discutir a vacinação dos profissionais do setor. Os conselhos se comprometeram a fazer um levantamento do número exato dos profissionais atuantes que ainda não receberam a vacina.

Com a relação, a Prefeitura e a 15a Regional vão reforçar o pedido ao Governo Federal para o envio de imunizantes de acordo com a realidade do município. A secretaria e a 15a Regional estão, desde janeiro, dialogando com a Secretaria Estadual da Saúde e Ministério da Saúde buscando resolver uma diferença no número de profissionais entre os cadastros do Governo Federal e do Município.

O Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde do Ministério da Saúde aponta que Maringá tem 15 mil profissionais no setor. O CNES Maringá aponta 17 mil. Mas, diante do crescimento do setor, com diversos cursos como Medicina, Enfermagem, Odontologia e Biomedicina, entre outros, a Secretaria Municipal de Saúde estima que existam mais que 17 mil trabalhadores. A imigração de profissionais para Maringá tem sido muito grande, principalmente no pós-covid.

Respeitando o escalonamento da vacinação, os trabalhadores da saúde estão sendo vacinados de acordo com a atuação na linha de frente da Covid-19 e pela idade. Pelo CNES do Ministério da Saúde, faltam apenas 3% de profissionais da saúde para serem vacinados. Assim, o Ministério deve enviar cerca de 450 doses para este público. Ou seja, vai faltar vacina para os profissionais de saúde ainda não imunizados.

Pouco antes da reunião com as entidades, o secretário da Saúde, Marcelo Puzzi, se reuniu com a Promotora de Justiça da Saúde para discutir alinhamentos legais para completar a imunização  dos profissionais da saúde. As doses remanescentes no final do dia de vacinação  vinham sendo utilizadas principalmente nos doentes acamados, público hoje bastante reduzido, o que dificulta a logística de vacinação neste caso. Durante o encontro foram discutidas possibilidades de uso destas doses de vacina alternativas.

Participaram da reunião o vice-prefeito Edson Scabora; secretário da Saúde, Marcelo Puzzi; Chefe da Coordenadoria de Assuntos Políticos do Governo do Estado, Eduardo Pina; e os representantes de conselhos Rafael Bayout Padial, Farmácia; Marcelo Amaral, Odontologia; Anderson Pereira e Daiane Camacho, Biomedicina; Ana Paula Faria, Enfermagem; Rafael Ribeiro Mori, CRM; e Luciano Pacheco, Fisioterapia. Também estiveram presentes Bruno Fontes, superintendente da secretaria de Saúde; Edlene Goes, coordenadora da Sala de Vacina do Município e Clicie Arrias Fabre, diretora de Assistência à Saúde.

Visits: 29

By

Related Post

Optimized by Optimole