Internacional

Vídeo mostra soldados do Afeganistão sendo executados pelo Taleban

Oficias de polícia e militares afegãos recebem treinamento de soldado do exército da Turquia (Foto: Wikimedia Commons)

Vídeo mostra o momento em que os militares são mortos, em episódio que ocorreu no dia 16 de junho

Um vídeo ao qual a rede norte-americana CNN teve acesso mostra o exato momento em que um grupo de soldados do Afeganistão é executado pelo Taleban. Embora as imagens tenham sido exibidas somente nesta quarta-feira (14), o episódio teria ocorrido no dia 16 de junho, na cidade de Dawlat Abad, perto da fronteira com o Turcomenistão. De acordo com a Cruz vermelha, 22 soldados das forças nacionais foram mortos.

Os militares entraram em confronto com os jihadistas pelo controle de Dawlat Abad, mas ficaram sem munição. O vídeo mostra o momento em que os soldados, já desarmados, deixam o abrigo com as mãos erguidas na intenção de se render, exatamente como exigiam os talibãs. De repente surge o barulho de tiros, e a câmera começa a tremer. Ao fim da gravação, é possível ver os corpos dos militares no chão.

Esta não é a primeira vez que o Taleban matou nossos soldados a tiros. O Taleban não tem misericórdia de ninguém, militares e civis inocentes são executados. O Taleban não pode negar este crime. O vídeo mostra claramente o Taleban executando nossos soldados após a rendição”, disse Fawad Aman, porta-voz do Ministério da Defesa afegão.

A CNN alega que verificou diversos vídeos da execução e ouviu testemunhas que confirmaram o fato. O Taleban, por sua vez, nega a execução e a veracidade do vídeo. “É uma cena falsa combinada com imagens de outra, na qual 22 comandos foram mortos durante confrontos em uma operação na província de Faryab”, disse um porta-voz do grupo jihadista.

Saída dos EUA

A violência tem se intensificado no Afeganistão após a retirada das tropas dos EUA e da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) do país. Militares e policiais das forças de segurança nacionais não conseguem enfrentar o poder de fogo dos jihadistas, que têm conquistado cada vez mais território.

No início de julho, cerca de mil soldados afegãos fugiram para o vizinho Tadjiquistão depois de um confronto com os jihadistas. A situação colocou o país vizinho em alerta, e a Rússia se comprometeu a entrar na disputa caso necessário, em respeito a uma aliança militar que engloba sete ex-Estados soviéticos criada em 2002.

O único exército estrangeiro que deve manter tropas em solo afegão após a evacuação norte-americana é o turco. Um acordo firmado com Washington prevê que a Turquia assuma a segurança do Aeroporto Internacional Hamid Karzai, em Cabul. Ancara chegou a enviar cerca de 500 militares ao Afeganistão, com a missão de treinar, aconselhar e ajudar as forças de segurança nacionais.

 

Vídeo mostra soldados do Afeganistão sendo executados pelo Taleban
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Topo