Maringá

Ulisses Maia planta árvore no futuro Bosque da Saudade

Projeto do futuro Bosque da Saudade, que está sendo implantado junto ao Parque Linear Rio Samambaia no Jardim Piatã. (Reprodução)
Há um ano, em 27 de março de 2020, a Secretaria de Saúde de Maringá divulgava os primeiros dois óbitos na cidade por Covid-19. Hoje, são 689 mortes na cidade, 15.750 óbitos no Paraná, 303.000 vítimas no Brasil e 2,76 milhões de mortes no mundo. Em dois atos solenes agora pela manhã, ao Prefeitura presta homenagem às vítimas da doença.

Na sexta-feira, o prefeito Ulisses Maia decretou Luto Oficial de três dias em homenagem à memória das vítimas da Covid-19. Hoje, às 9 horas, o prefeito participará da solenidade de hasteamento a meio mastro das bandeiras na Prefeitura de Maringá. Haverá uma bandeira extra, na cor branca, simbolizando a esperança de dias melhores e o uniforme usado pelos profissionais da saúde.

O hasteamento será realizado também pelo presidente da Câmara Municipal, Mario Hossokawa; pelo comandante do quarto batalhão da Polícia Militar de Maringá, Tenente Coronel Marcio Antonio dos Santos e pelo secretário de Saúde de Maringá, Marcelo Puzzi.

Ulisses Maia solicitou que fossem convidados parentes das primeiras vítimas de Covid-19 em Maringá. Estarão presentes familiares de Rosangela Antunes Machado da Silva e Belchior Martins, que serão homenageados in memoriam.

“Vivemos um momento de dor que atinge as famílias de parentes e amigos vitimados pela doença. Tomamos as providências necessárias para diminuir as chances de contágio e aumentar as possibilidades de tratamento. Estas homenagens mostram que nos importamos com a história de cada vítima e podem contribuir na elaboração do luto das famílias”, explica Ulisses Maia.
O município hasteará bandeiras a meio mastro no Aeroporto, e colocará bandeiras brancas na Rodoviária e Terminal Urbano.

Bosque da Saudade
Também neste sábado, às dez horas, o prefeito Ulisses Maia vai plantar um ipê-roxo no futuro Bosque da Saudade, que está sendo implantado junto ao Parque Linear Rio Samambaia no Jardim Piatã. O projeto prevê que cada família das vítimas da Covid-19 plante uma árvore no local. Serão diversos tipos de muda, inclusive nativas que farão parte da revitalização do fundo de vale do Rio Samambaia.

O Parque Linear Rio Samambaia também terá um Memorial com escultura em homenagem às vítimas da doença. A escolha da obra deverá ser realizada por meio de concurso.

A partir deste sábado, durante três dias, a Catedral de Maringá receberá luz branca. O arcebispo Dom Severino Clasen e o presidente da Ordem dos Pastores, Alexandre Ferrarezi, gravaram vídeos em lembrança e homenagem às vítimas da Covid-19.

Os servidores da Prefeitura que não utilizam uniformes estão sendo convidados a trabalhar, na próxima segunda-feira, com a peça da parte superior do vestuário na cor branca. Outra iniciativa dos servidores está sendo realizada desde o dia 23 deste mês, a entrega de caixas de bombons para os trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente da Covid-19.

O que é o Parque Linear
Estão sendo construídos em Maringá dois Parques Lineares, o Rio Samambaia, que abrange os bairros Batel, Campos Elísios, Champagnat e Piatã; e o Ney Braga. Os espaços terão parque infantil, quadras, pomar, estacionamento, pistas de caminhada, Academia da Terceira Idade (ATI) e palco cultural. O Parque Linear Rio Samambaia terá 15 mil metros quadrados.

Serviço: O Parque Linear Rio Samambaia fica na rua Rio Samambaia, quase esquina com a Tuiuti. O bosque da saudade vai margear a Rua Rio São Francisco, onde será plantada a árvore neste sábado, às 10 horas.

1 Comentário

1 Comentário

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo