Paraná

Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná aumenta suspensão do Cascavel CR para dois anos com aplicação imediata

Caso aconteceu no jogo diante do Athletico (Foto:: UmDoisEsportes)

O clube está excluído do campeonato e pode não jogar neste sábado

Poderia acontecer algo pior para o Cascavel CR do que o rebaixamento e a goleada histórica por 9 a 0 diante do Operário? Sim. Aconteceu na noite desta quinta-feira (13) através do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR). Em reunião virtual, o Pleno suspendeu o CCR por dois anos e aplicou multa de R$ 200 mil. Pior: a punição é imediata, o clube está excluído do campeonato.

A punição é por conta da falsificação de 14 testes de covid-19 antes da partida contra o Athletico, no dia 30 de abril. Por unanimidade, o relator e os auditores entenderam que a situação é grave e aplicaram a pena máxima dos artigos 191 e 234 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Ao CCR ainda cabe tentar um efeito suspensivo nesta sexta-feira (14) e recorrer agora ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro. Caso não haja tempo, o adversário do Cascavel CR na última rodada da primeira fase, o Maringá, vence por W.O. neste sábado, em jogo que estava previsto para o Estádio Olímpico Regional. Isso irá mexer em toda tabela do Paranaense.

Outros punidos

O diretor de futebol do clube, Anthony Perekles Gonçalves de Almeida, também teve sua pena aumentada, com suspensão de 720 dias e multa de R$ 100 mil.

Mesma pena aplicada aos demais dirigentes envolvidos no caso. A sugestão do Pleno é que os valores de todos sejam 50% recolhidos ao cofres da Federação Paranaense de Futebol (FPF) e 50% destinados ao fundo de combate à pandemia.

Os três atletas, os zagueiros Lapa e Castro e o meia Gabriel Oliveira, antes absolvidos, foram punidos por seis partidas. Eles haviam sido denunciados apenas no artigo 234, mas foram enquadrados agora no artigo 258.

Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná aumenta suspensão do Cascavel CR para dois anos com aplicação imediata
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais acessadas

Topo