Educação

Sob o comando de Renato Feder, mais uma escola estadual é fechada

O compromisso da educação no Paraná, só ficou no discurso de Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) no período eleitoral. Após eleito, nos primeiros dias de sua gestão foi a São Paulo, em busca de contratar Renato Feder para gerir a educação do Paraná.

Um empresário, que deve milhões aos cofres públicos, um sonegador de impostos. Agora, se o país resolvesse ser sério, Renato Feder estaria preso e não respondendo pelos crimes de sonegação fiscal e nem a frente da Secretária da Educação e Esportes (SEED) de um dos estados mais evoluídos.

Seguindo uma agenda liberal, o Secretário de Educação, Renato Feder, vem acabando com a escola pública dos paranaenses e com o direto de frequentar uma unidade escolar noturna de quem trabalha durante o dia. O sonho de voltar a estudar a noite, está acabando. Par quem for se matricular no noturno, não encontra mais vaga nas primeiras series. O tema, sobre o ensino noturno, foi noticiado amplamente no Blog do Take.

Por outro, para fugir dos questionamentos, o Secretário da Educação, garantiu que não iria acabar com o ensino noturno e que a população iria sim, ser atendida de acordo com a sua necessidade. Não foi o que aconteceu. A sociedade escolar, descobriu mais uma mentira do Secretário de Educação.

Feder, sempre coloca em primeiro plano, os lucros, um empresário inescrupuloso que não devolve a sociedade, os lucros de suas empresas e sonega os impostos que seriam investidos na educação, nas melhorias do sistema da saúde e no setor de segurança pública, ele só sabe ler o aumento do faturamento de sua empresa se esquecendo dos pobres mortais que contribuem diariamente com o seu enriquecimento, comprando produtos de sua marca, nas grandes lojas comerciais espalhadas pelo Brasil. Foi um erro cometido pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) e em breve, os paranaenses terão a oportunidade de cobrar o governo entreguista nas urnas.

Da mesma forma em que atropela os educadores e a educação, também fecha escolas por todo o Paraná, como se a educação não fosse prioritária; prejudicando os alunos carentes que procuram as unidades de ensino por todo o estado. 

A última desse governo que não privilegia a educação e nem respeita o direto da maioria, foi encerrar as atividades do Colégio Estadual Newton Freire Maia, que sobreviveu durante 15 anos, atendendo as cidades de Curitiba, Pinhais Colombo, Quatro Barras, Campina Grande do Sul, Piraquara, Cerro Azul, Adrianópolis, Bocaiúva do Sul, Dr. Ulysses, Tunas do Paraná, Morretes, entre outros; portanto um centro educacional de cursos técnicos, importante na qualificação do cidadão.
 

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo