Internacional

Sérvia nega envolvimento em queda de jato da força aérea da Bulgária

Mig-29 da força aérea da Bulgária em 2011 (Foto: Wikimedia/Commons)

Mig-29 realizava treinamento militar quando e desapareceu do radar sobre o oceano, na costa oeste da Bulgária

A Sérvia negou qualquer envolvimento na queda de um avião de combate búlgaro que desapareceu no começo de junho, informou a rede de televisão europeia Euronews.

O jato, um Mig-29, realizava um treinamento militar quando, no dia 9 de junho, desapareceu do radar sobre o oceano, na costa oeste da Bulgária.

Georgi Panayotov, ministro da defesa búlgaro, confirmou nesta quinta (24) que o governo do país recuperou a caixa preta da aeronave. Os dados serão analisados na tentativa de descobrir o que aconteceu.

A suspeita de que a Sérvia teria envolvimento partiu de jornalistas búlgaros. O ministério de Defesa da sérvia respondeu às acusações em uma nota, chamando-as de “imprecisas e maliciosas”.

“Membros da Força Aérea Sérvia e da Defesa Aérea não atuaram em unidades de mísseis de defesa aérea no dia da queda do MiG-29 búlgaro”, diz o texto. “As ações de nossa aviação na região de Shabla não podem ser conectadas de forma alguma com o acidente”.

O próprio governo búlgaro contestou a versão. “Peço que todas as especulações da mídia parem, são desnecessárias”, disse Panayotov. “Estamos falando da memória de um herói búlgaro. Deixem que as autoridades responsáveis ​​façam seu trabalho”.

Imediatamente após a queda, uma missão de resgate foi lançada para tentar localizar o piloto, major Valentin Terziev. No dia seguinte, porém, o ministério da Defesa anunciou a morte do militar. Os destroços do avião foram encontrados somente no dia 17 de junho.

Sérvia nega envolvimento em queda de jato da força aérea da Bulgária
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Topo