Opinião

O Fracasso do Ensino à Distância(Ead) no Paraná

 

No Ano de 2020 ministrado as aulas remotas de abril a dezembro, estudantes foram aprovados automaticamente sem ter conseguido uma gota de conteúdos, por falta de internet, por não ter uma TV, celular, notebook, tablet ou outro qualquer tipo de equipamentos. Houve aumento significativo do IDEB que foi altamente “Maquiado” pelo Governador Ratinho Júnior e o Secretário de Educação, o empresário Renato Feder através de suas propagandas falsas “Fake News”, através do projeto SE LIGA. No Ano Letivo de 2020 foi uma total vergonha, fracasso, falácia, através dos projetos do Secretário de Educação, onde através das mídias, mostrando as mentiras que 100% dos estudantes conseguiam ter acesso, oque foi totalmente ao contrário onde os Educadores/as mostravam que não chegavam nem 10% de participação no Ensino Remoto.

Hoje no ano de 2021 começando o Ano Letivo, começando o terror, o fracasso, os esgotamento, as mentiras do Renato Feder pelo Ead, abrindo espaço para mais uma falácia do Ensino Híbrido oque realmente mudando para as aulas presenciais, mostra realmente que não houve aprendizagem.

E, se houvesse lucidez, bom-senso e compromisso de verdade com a escola pública, este seria um excelente momento para o Secretário de Educação vir a público e assumir que o projeto de EaD da SEED foi um enorme erro e que não trouxe nenhum ganho pedagógico efetivo, pelo contrário, apenas provocou desgastes e adoecimento entre estudantes, pais e educadores…

Se houvesse lucidez, bom-senso e compromisso de verdade com a escola pública, seria um excelente momento para o Secretário de Educação chamar os educadores, os pais e os estudantes para um amplo diálogo, para estudos e reflexões, para um planejamento coletivo de retomada de um projeto de educação democrática em nosso Estado…

Como não há lucidez, não há bom-senso e muito menos compromisso de verdade com a escola pública, o que vai acontecer a partir de hoje é o aumento das cobranças, das pressões e do assédio contra professores, pais e estudantes para mais uma vez validar esse monstrengo pedagógico criado pela SEED, tentando mascarar o seu notório fracasso…

Precisamos denunciar, precisamos deixar claro: o projeto de EaD no Paraná não deu certo, a culpa não é dos pais, dos estudantes e muito menos dos educadores. Trata-se de um projeto de viés autoritário, improvisado, com problemas de concepção pedagógica impossíveis de serem superados.

#ForaRatinhoJr
#ForaFeder

Daniel E. de Souza, estudante do Colégio Estadual José De Alencar-Ensino Médio

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo