Brasil

Mães, universitárias, atletas e super-heroínas

Em Brasília para disputar os JUBs, mulheres conciliam vida de atleta com trabalho, estudo e família

A história da vida da paraibana Jéssika Souza tem o esporte desde o primeiro capítulo. Ela começou a praticar futsal quando ainda era criança e não consegue nem pensar em parar. “Eu brinco que já nasci com esse esporte no meu coração, porque eu amo jogar bola”, derrete-se a atleta.

Os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) 2021 marcam a oitava participação de Jéssika em torneios universitários. O único que ela não participou foi em 2018, quando estava grávida da Mariana. “Mas em 2019 eu fui, tá?! Ela estava com 8 meses e ficou com minha mãe e meu esposo”, lembra Jéssika.

Mas conciliar a vida de mãe com a de atleta universitária não é fácil. Ainda mais para Jéssika que, aos 27 anos, tem na Fisioterapia sua segunda graduação. Ela é formada em Educação Física e trabalha na área. “A gente tem que dividir nossas 24 horas bem direitinho pra poder dar atenção para minha filha e aliar tarefas de trabalho de estudo. Por várias vezes eu entrei madrugada adentro para conseguir fazer tudo o que eu tinha que fazer no dia”, conta.

A história esportista, porém, vai continuar na família. Jéssika pretende passar para a filha a necessidade da prática esportiva. Para isso, vai contar com a ajuda de Diego Gouveia, marido de Jéssika, que também já disputou os JUBs. “O esporte transforma nossas vidas e, independente do esporte que ela se identificar, eu vou dar todo o apoio e vou mostrar pra ela que estudos e esporte são igualmente importantes. Eles têm que andar juntos”, assevera.

Responsável pelos JUBs, a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) incentiva que a mulher continue praticando esporte após a gravidez. “Normalmente, a mulher encontra mais dificuldade de continuar na prática esportiva, porque ela acumula as funções de mãe e de dona de casa. Então, para ela fazer uma terceira função, de atleta ou de estudar, ela tem que se sacrificar. O lado bom é que a criança é criada em ambiente esportivo e, automaticamente, ela incorpora o meio esportivo à vida”, opina Lilian Rodrigues, vice-Presidente Regional Norte da CBDU.

Sobre a CBDU

A Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) é a entidade máxima responsável pela administração do desporto universitário no Brasil. Entre seus encargos estão a gestão e a organização das competições e eventos esportivos oficiais entre universitários de todo o país.

Desde 2018, todas as competições do calendário CBDU recebem o nome de Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), que juntas formam a temporada do anual. Assim, em um único ano há diversos JUBs. A maior edição do JUBs, é também a maior competição universitária da América Latina.

JUBs

Os Jogos Universitários Brasileiros – Brasília 2021 são uma realização da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), do Governo do Distrito Federal e da Federação de Esportes Universitários do Distrito Federal (FESU). Patrocínio JUBs Brasília 2021: Banco do Brasil, Monster Energy, Fibra e Anadem. Patrocínio CBDU: Kempa, Spalding, Uhlsports e Ícone. Parceria institucional: Comitê Olímpico do Brasil.

Diego Gouveia, Mariana e Jéssika. Foto: Arquivo Pessoal

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo