Brasil

Homem é detido após fazer funcionária da Gool de refém no Aeroporto de Guarulhos

Suspeito afirmou ser policial da PM do Paraná e falou palavras desconexas sobre corrupção. Depois de negociação com a PF, ele se entregou sem ferir a vítima

Um homem transtornado fez uma funcionária da Gol Linhas Aéreas de refém na área de embarque do aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo na noite do domingo, 11 de abril.

 

O incidente ocorreu, em frente ao portão 213 do terminal doméstico de Guarulhos, onde o voo G3-4074 decolaria para Maceió às 23h05.

 

Publicações em redes sociais de passageiros que testemunharam a situação mostram o homem apontando um objeto para o pescoço da comissária de bordo, enquanto diz que tem uma bomba na mochila e que era Policial Militar no Paraná.

Sua demanda não é clara, mas em vídeos gravados no local e divulgados nas redes sociais, ele cita que seu objetivo não é se matar; comenta que trabalha na Polícia Militar do Paraná e que também,  estuda o terceiro ano de medicina e que tem uma carreira brilhante pela frente.

Durante  o tempo em que ficou com a funcionária da Gool Linhas Aéreas em seu poder, ele diz palavras desconexas, dizendo que “não quis entrar para a corrupção” e que “virou carta marcada”. Ele solicita a presença da Polícia Federal.

Somente por volta das 23h20 de domingo, o homem se entregou a agentes da Polícia Federal e libertou a refém. Sua demanda ou razões para ato não foram esclarecidas.

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo