Educação

Feder quer obrigar a volta de todos alunos de forma presencial e passa por cima de resoluções da SEED-PR

O secretário da Educação Renato Feder, assinou, uma resolução, em meio a pandemia do coronavírus, que se abateu sob os brasileiros e restringiu a aglomeração e até o ensino escolar ofertado pelos municípios, estados e a união, já que foram obrigados a se adequar a nova realidade por conta da pandemia.  

  Até a semana passada, no Paraná, a Secretaria de Educação do Estado do Paraná defendia que as crianças deveriam permanecer em casa e acompanhar as aulas através do ensino remoto.   

 Agora o Secretário de Educação, Renato Feder, a mando do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), que pretende agradar o presidente Jair Bolsonaro, passou a obrigar as crianças e adolescentes a retornem as aulas presenciais; sem as doses de vacinas.  Tal atitude, poderá levar muitos jovens a óbitos.    

 Segundo a APP-Sindicato, trata-se de assédio e vem acontecendo, em todas as escolas da rede estadual, onde os diretores, que foram eleitos pela comunidade de forma democrática, tem sido obrigado por ordem da SEED, a chamar os alunos para as aulas presenciais, não permitindo que continue acompanhando de forma remota como a lei permite. O senhor Renato Feder, está desesperado e raivoso, porque as aulas presenciais não tem público.    

 Segundos dados da Secretária Estadual da Saúde, já atingimos 1.476.662 infectados e, em todo o estado, o vírus já ceifou mais de 37.998 vidas.  Tal fato tem causado baixa frequência nas escolas paranaenses e o Secretário da Educação, Renato Feder, quer com sua pressão, que os diretores das escolas assumam o fardo e, de forma autoritária e contrariando a legislação vigente, obrigue os jovens a retornem as aulas presenciais.   

Isso tem levando ao desespero milhares de professores, alunos, pais e até quem vem ocupando o cargo em direção, por ser obrigado a cumprir o que a SEED vem determinando. A atitude de Renato Feder, está colocando a classe do magistério paranaense em polvorosa. Para fazer valer a sua vontade, não respeita o processo democrático e nem a comunidade escolar que escolheram os atuais diretores nas urnas, nem a legislação vigente, que possibilita ao pai/responsável pelo aluno definir a volta presencial ou se permanecerá a nas aulas remotas. Um ditador!   

Já que a responsabilidade é dos pais, zelar pela segurança de todos os familiares, cabe a eles ver o que é o melhor para preservar a segurança e a saúde dos integrantes no seio familiar; e se tem uma resolução em que o estado aponta que a escolha é dos responsáveis em encaminhar os filhos as unidades escolares ou acompanhar as aulas remotamente, que faça valer a legislação e não coloque a vida dos jovens em riscos para agradar um louco.    

 Em tempos de pandemia, é jogar com a vida. por esse motivo, o governo do estado, de forma covarde não publica uma resolução chamando e obrigando os alunos ao retorno das aulas presenciais, chamando a responsabilidade para si. Assumindo os riscos de uma pandemia no setor da educação.    

 

 

Feder quer obrigar a volta de todos alunos de forma presencial e passa por cima de resoluções da SEED-PR
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Topo