Carlão Maringá

Estudo das vacinas contra a Covid-19 da Coronavac e da AstraZeneca

Um amplo estudo das vacinas contra a Covid-19 da Coronavac e da AstraZeneca, com 60,5 milhões de brasileiros, mostrou que os imunizantes têm taxas de efetividade acima de 70% e 80%, respectivamente, na prevenção contra casos graves, hospitalizações e mortes em decorrência da doença. As taxas de efetividade da Coronavac ficaram acima de 70% para a prevenção de casos graves e óbitos. A redução do risco de hospitalização foi de 72,6%, o risco de admissão em UTI foi 74,2% menor e para a prevenção de mortes chegou a 74%. Já a AstraZeneca apresentou taxas de efetividade contra casos graves e mortes acima de 80%, considerando pessoas de todas as idades. Para os imunizados com as duas doses, houve reduções nos riscos de infecção (70%), internação (86,8%), admissão em UTI (88,1%) e morte (90,2%).

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo