Educação

Educadores: é preciso endurecer o jogo contra Ratinho Junior e Renato Feder

  • Por Sebastião Santarosa

Alguém me contou que a SEED renovou por seis meses o contrato com a empresa de gravação das vídeo-aulas para o ensino remoto. Como a educação no Paraná funciona apenas na base do improviso e do mandonismo, nunca nada é muito claro e não há por que duvidar da veracidade dessa informação. Em todo caso, parece haver nessa possível medida de renovação contratual alguma prevenção com relação ao avanço da pandemia e ao consequente afastamento em massa de professores por causa do contágio.

Na verdade, o reinício de aulas presenciais neste momento é o prenúncio de mais um ano letivo cheio de angústia e de sofrimento, tanto para educadores quanto para estudantes.

A direção estadual da APP irá chamar assembleia para o próximo dia 29. Além da pauta salarial e da carreira, a exigência de condições adequadas de proteção da vida também deve ser motivo para deflagração de greve por tempo indeterminado.

Ratinho Júnior e Renato Feder precisam aprender a respeitar a educação do Paraná. E, com eles, o diálogo não funciona.

Não sabem e não querem ouvir. É preciso endurecer o jogo.Sabiam que, na prática, o “aumento salarial” concedido pelo Rato Júnior aos professores do Paraná é apenas uma gratificação provisória de dez parcelas de R$800,00 pra eles comprarem equipamentos de informática para poderem trabalhar? Acabaram as dez parcelas, acabou o aumento. Ou seja, não tem aumento porra nenhuma. Além disso, o roedor retirou dos professores o auxílio transporte durante o período de férias e em caso de afastamento médico. E tem mais, ou melhor, tem menos: o planos de carreira dos professores foi completamente roído. Um professor com vinte anos de magistério passou a ganhar só uma merrequinha a mais do que aqueles que estão iniciando carreira. Em nome da decência, os professores precisam decretar greve geral e não reiniciar este ano letivo.

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo