Maringá

“Desafios da Gestão Municipal” aponta Maringá em 1º lugar no Brasil

Ranking Macroplan analisa indicadores como educação, saúde, segurança e saneamento básico. Prefeitura projeta ir além e se destacar como smart city e “Cidade Classe Mundial”. (Imagem:Thiago Louzada)
 Maringá ficou em primeiro lugar no Ranking Macroplan 2021 que apresenta os Desafios da Gestão Municipal, com ênfase no emprego e qualidade de vida. A notícia foi publicada com exclusividade hoje,9, pela Revista Exame, que destacou uma análise comparativa entre os 100 maiores municípios brasileiros levando em conta os indicadores educação, saúde, segurança e saneamento básico. A cidade repete os feitos de 2017 e 2018 quando liderou o ranking.

A matéria da Revista Exame destaca melhorias no sistema de água e esgoto, que atende hoje 100% da população; o índice de 26 metros quadrados de área verde por habitante: que 94% da população é atendida por serviços da coleta de resíduos sólidos e o acesso universal ao saneamento básico; as contas “no azul” e o investimento de 20% do orçamento em áreas prioritárias; cerca de 3 leitos de UTI para 10 mil habitantes, quase 50% a mais do que a média nacional.

Para o prefeito Ulisses Maia, os resultados dos estudos feitos pela Macroplan reafirmam o compromisso da gestão municipal em investir na cidade e devolvê-la à população com melhorias e oportunidades. O prefeito também reforça que o resultado vai além das fronteiras da cidade.

“Estamos trabalhando para que Maringá seja reconhecida como uma cidade de classe mundial, inovadora, com empresas ativas no mercado internacional, infraestrutura, agilidade no processo de aprovação de novos negócios e qualidade de vida que atraia empreendedores”.

A cidade está no caminho certo. Em 2019, o Ministério da Economia divulgou um ranking em que Maringá se destaca como 11ª maior geradora de empregos no Brasil e 2ª no Paraná e, em 2020, indicou Maringá como a 7ª entre os municípios paranaenses. A colocação é reflexo da pandemia de coronavírus, que paralisou diversos setores, temporariamente. A cidade foi a primeira do país a decretar lockdown, no dia 18 de março de 2020. Os sinais da retomada da economia, no entanto, surgem desde setembro do ano passado, quando a Agência do Trabalhador de Maringá passou a oferecer a média de mil vagas de emprego formal mensalmente.

Em 2021, a gestão municipal iniciou um processo de aceleração econômica e geração de emprego. Duas secretarias lideram este processo, que é transversal: a Secretaria de Trabalho e Renda e a Secretaria de Aceleração Econômica, Inovação, Turismo e Comunicação. No dia 4 de fevereiro, a Prefeitura lançou o Programa de Aceleração e Internacionalização da Economia da Moda e da Economia Digital de Maringá e o Plano de Aceleração do Turismo.

Smart City
A prefeitura está empenhada na transformação de Maringá em “smart city”. Já iniciou a implantação de antenas de conectividade com wi-fi de qualidade aberto à população, que deverá chegar a 400 pontos em 2021. O município terá, em breve, uma via com um quilômetro no padrão smart city.

Além disso, a prefeitura entregará em 2022 um parque industrial de tecnologia digital, também smartcity, com conectividade, sustentabilidade e demais demandas tecnológicas. Maringá também está empenhada no fomento à energia solar, com o IPTU verde, um projeto que promove a troca de tributos por empresas com produção energética sustentável.

Aliada aos aspectos ecológicos, a prefeitura vai entregar pelo menos 20 pontos de abastecimento de energia elétrica para automóveis ainda em 2021, como forma de estimular a ação de veículos desta matriz.  Outro enorme avanço para a mobilidade urbana é o investimento em 60 semáforos inteligentes, já licitados. O município, inclusive, está em fase de elaboração do primeiro plano de mobilidade da história da cidade.

O avanço como cidade inteligente ocorre de forma transversal. Todos os alunos dos quartos e quintos anos do ensino fundamental têm à disposição na escola notebooks educacionais para atividades de língua portuguesa e matemática. A prefeitura vai adquirir notebooks para todos os alunos do Ensino Fundamental. A grade curricular municipal já contempla o ensino de robótica como atividade regular.  O Ideb de Maringá é 7.2, o que demonstra que o investimento na educação é de qualidade.

Gestão financeira
Desde 2017, Maringá tem um cenário muito positivo na gestão financeira. Essa governança responsável reflete o compromisso com a transparência e o patrimônio público. Alguns dados positivos incluem o aumento de 67,37% na arrecadação própria, comparando 2020 com 2016. Além disso, o índice de gastos com pessoal caiu de 46,25% (2016) para 45,77% (2020).

Maringá investiu R$636 milhões nos últimos 4 anos e o município tem ainda mais de meio bilhão de reais em saldo financeiro. Sequencialmente, a cidade vem batendo recordes na arrecadação de ISS, inclusive nos meses mais difíceis da pandemia.

O Tribunal de Contas do Estado tem aprovado as contas de Maringá sem ressalvas e todas as certidões negativas estão em dia. A cidade é nota A no tesouro nacional, 100% transparente na divulgação dos dados sobre a pandemia.

Sociedade Organizada
O prefeito Ulisses Maia diz que o empreendedorismo e o senso de coletividade dos maringaenses, desde os pioneiros até os dias atuais, são fundamentais para que a cidade se destaque em nível nacional e possa sonhar em galgar espaço internacional. “Temos executivos competentes e empresas inovadoras. Muitas já conquistaram o mercado brasileiro e realizam operações no mercado exterior”, frisa.

Dados de 2020 da Comex, compilados pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá (Ipplan), indicam que Maringá é a 2ª maior exportadora do Paraná e a 9ª do país. No período, 113 empresas exportaram $2,3 bilhões. Os principais destinos dos produtos são China, Irã, Japão e Coreia. Lideram as exportações a soja (63%) e o milho.

A Prefeitura tem apoiado as empresas e lançou planos de aceleração da economia focados na internacionalização das empresas da Economia Digital e da Moda, que já tem bom desempenho no mercado nacional e enorme potencial para a expansão no exterior.
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo