Brasil

Deputado bolsonarista é preso pela Polícia Federal, após atacar STF

 

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante pela Polícia Federal na noite de ontem, 16. A ordem para a prisão partiu do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a CNN Brasil ele chegou a tuitar a própria prisão. 

A ação teve início após o parlamentar ter publicado vídeos nas redes sociais atacando os ministros do Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte do judiciário no país. No vídeo gravado pelo parlamentar, o ministro Edson Fachin, foi destacado e que subiu o tom contra uma declaração de 2018 feita pelo ex-comandante do Exército Eduardo Villas Bôas.  

Fachin classificou como ‘intolerável e inaceitável’ qualquer forma de pressão sobre o Poder Judiciário.  

A manifestação do ministro foi feita após revelação que um tuíte de Villas Bôas, feito em 2018 e interpretado como pressão para que o Supremo não favorecesse o ex-presidente Lula, teria sido planejado com o Alto Comando das Forças Armadas. 

Daniel Silveira é investigado no inquérito que mira o financiamento e organização de atos democráticos em Brasília.  

Em junho, ele foi alvo de buscas e apreensões pela Polícia Federal e teve o sigilo fiscal quebrado por decisão do ministro Alexandre de Moraes. Em depoimento, o parlamentar negou produzir ou repassar mensagens que incitassem animosidade das Forças Armadas contra o Supremo ou seus ministros. 

No vídeo desta terça-feira, Silveira afirma que os onze ministros do Supremo ‘não servem pra porra nenhuma pra esse país’, ‘não têm caráter, nem escrúpulo nem moral’ e deveriam ser destituídos para a nomeação de ‘onze novos ministros’. A única exceção que é elogiada é o ministro Luiz Fux, a quem o deputado diz respeitar o conhecimento jurídico, mas mesmo o presidente da Corte é incluído nas críticas generalizadas aos integrantes do tribunal, chamados de ‘ignóbeis’. 

“Vá lá, prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Fala pro Alexandre de Moraes, o homenzão, o fodão, vai lá e manda ele prender o Villas Bôas. Vai lá e prende um general do Exército”, disse o deputado. “Eu quero ver, Fachin. Você, Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, o que solta os bandidos o tempo todo. Toda hora dá um habeas corpus, vende um habeas corpus, vende sentenças”.
 

 

 

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo