Internacional

Coreia do Sul usará drones e inteligência artificial para rastrear pesca ilegal da China

Navio pesqueiro chinês nas águas do Mar do Sul da China, novembro de 2010 (Foto: Divulgação/Flickr/Roger Price)

Seul já reivindicou a retirada dos navios pesqueiros chineses das áreas próximas às ilhas sul-coreanas no Mar Amarelo

A Coreia do Sul anunciou na segunda (24) uma ofensiva contra a pesca ilegal da China. De acordo com Moon Seong-hyeok, ministro sul-coreano para os Oceanos e a pesca, o país aumentará seus sistemas de vigilância marítima com drones e inteligência artificial.

Segundo Moon, a pesca ilegal chinesa será completamente erradicada. Seul já reclamou das traineiras chinesas perto de suas ilhas no Mar Amarelo, próximas à costa da Coreia do Norte. “Quando se trata de pesca ilegal, sejam as embarcações estrangeiras ou domésticas, vamos reprimir”, disse Moon à Bloomberg.

Traineiras chinesas pescam em região próxima às águas da Coreia do Sul há anos. As tensões escalaram em 2011, quando um pescador em navio chinês apreendido pela guarda costeira matou um soldado sul-coreano a facadas.

Só em abril, cerca de 180 embarcações chinesas foram vistas na área próxima à fronteira marítima com a Coreia do Norte. O número é três vezes maior que o registrado em abril de 2020, apontou a emissora sul-coreana KBS.

Beijing, por sua vez, nega qualquer atividade ilegal. Em março, um relatório do Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) apontou suspeita de que a Coreia do Norte tenha vendido centenas de autorizações de pesca em suas águas para frotas da China – uma clara violação às leis internacionais.

Seul aumentou a pressão sobre Beijing no sábado (21), quando Washington colocou fim à restrição de alcance dos mísseis sul-coreano a 800 quilômetros. Agora, sem tal limite, mais cidades chinesas podem ficar ao alcance do armamento do país vizinho.

A tensão entre os dois países já havia escalado em dezembro, quando Beijing enviou um navio de guerra para as águas próximas à ilha sul-coreana de Baengnyeong. O local é tido como espaço-chave para os aliados dos EUA espionarem a Coreia do Norte.

Japão ajuda Indonésia no Mar do Sul da China

Enquanto a Coreia do Sul combate os pescadores chineses no Mar Amarelo, o Japão concedeu um navio de patrulha à Indonésia para prevenir a pesca ilegal do gigante asiático no Mar do Sul da China, na segunda-feira (24).

Conforme a agência japonesa Kyodo News, esta já é a segundo embarcação de patrulha fornecida pelo Japão. A Indonésia protesta contra a operação ilegal de navios de pesca chineses ancorados nas proximidades das ilhas Natuna. A área está acima da linha de “nove traços” da China, uma ampla região reivindicada por Beijing.

Além da Indonésia, a insistente presença de embarcações chineses em ilhas das Filipinas já desencadeou uma crise diplomática entre Beijing e Manila. Centenas de navios pesqueiros da China estão posicionados na Zona Econômica Exclusiva das águas territoriais filipinas desde abril.

Coreia do Sul usará drones e inteligência artificial para rastrear pesca ilegal da China
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Topo