Brasil

Brasileiro gasta até 375% do salário mínimo com carne

Divulgação/Portal do Agronegócio

Pesquisa faz comparativo do valor da carne com o salário mínimo do Brasil

O que parecia não ser uma preocupação constante se tornou a dificuldade diária do brasileiro nos últimos 2 anos: a falta de carne vermelha na mesa. Sabendo que essa é a realidade de muita gente, o CUPONATION, plataforma de descontos online levantou dados sobre o preço da proteína no Brasil e nas nações vizinhas.

De acordo com um estudo realizado pelo banco de dados global Numbeo, pelo menos 9 cidades brasileiras aparecem no ranking do quilo da carne vermelha mais cara da América Latina. Das 26 cidades presentes na pesquisa, São Paulo ocupa o terceiro lugar do ranking e é a cidade brasileira a cobrar mais caro pelo alimento, na qual os cidadãos pagam em média R$45,03 o kg.

CUPONATION comparou esse valor com o salário mínimo atual oferecido no Brasil, de R$1.200 mensais, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Com isso, os paulistanos gastam cerca de 375,25% de sua remuneração com carne. Isso, é claro, considerando que esses cidadãos consumam apenas 1kg do produto por mês.

Além de São Paulo, as cidades brasileiras que também aparecem no ranking são: Florianópolis (4º), Rio de Janeiro (5º), Porto Alegre (6º), Brasília (7º), Campinas (8º), Recife (11º), Curitiba (12º) e por fim Belo Horizonte (15º). Veja a pesquisa completa no infográfico interativo do CUPONATION.

Santiago, no Chile, e Montevidéu, no Uruguai, são os territórios que garantiram o primeiro e segundo lugares do quilo de carne vermelha mais cara da América Latina, na qual as populações precisam desembolsar R$49,75 e R$45,88, respectivamente, pelo item. Bucaramanga, na Colômbia, ficou em último lugar do ranking.

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo