Maringá

Bicicletários valorizam transporte alternativo e segurança

Acorrentar bicicletas em postes e árvores está com dias contados em Maringá. Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) ampliou número de bicicletários instalados na cidade e distritos de Floriano e Iguatemi. Já são quase mil vagas para bicicletas disponíveis pela cidade.

Bicicletários (ou paraciclos) estão nos novos pontos de ônibus, em canteiros de avenidas, no Terminal Intermodal, na rodoviária, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), teatros, unidades do Meu Campinho, praças, entre outros espaços públicos.

Pesquisas do setor indicam que vendas de bicicletas dobraram em relação ao ano passado, graças aos novos hábitos durante pandemia do coronavírus. O que encontrou em Maringá um cenário favorável para quem prefere a bike como meio de transporte e lazer.

Mudança significativa na mobilidade maringaense está na troca dos pontos de ônibus. Já foram instalados 79 unidades do tipo abrigo, pintados de amarelo. Nos tipos simples, menores, há duas vagas para bikes, com suporte na lateral do ponto. Prefeitura também melhorou a rotina dos ciclistas. Além dos 40 quilômetros de ciclovias prontas, há outros 15km em estudo para implantação.

Todas essas melhorias são discutidas com a comunidade. Como é no inédito Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob), que está na fase final das pesquisas de campo. Gerente de Projetos da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Elise Savi, informa que levantamento prévio sobre ciclovias do PlanMob indicou que somente na ciclovia da avenida Gastão Vidigal, próximo ao Antigo Aeroporto, foram registrados em torno de 900 ciclistas num único dia.
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Topo