Esportes

Atletas comemoram retorno de competições nacionais de alto nível na 1ª Fase Nacional de atletismo do Circuito Paralímpico

As disputas acontecem no CT Paralímpico, em São Paulo, até domingo, 13, e conta com mais de 200 atletas

A 1ª Fase Nacional de atletismo do Circuito Paralímpico Loterias Caixa teve início na manhã deste sábado, 12, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Ao todo, 230 atletas estão inscritos para o evento que marca o retorno das competições nacionais de alto rendimento.

A última vez que ocorreu uma competição em nível nacional, aberta para todos os atletas, foi no segundo semestre de 2019, também na casa do Movimento Paralímpico brasileiro. Devido à pandemia da Covid-19, o calendário foi suspenso em 2020 e 2021, ano em que foi realizada apenas a seletiva para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Para Petrúcio Ferreira, bicampeão paralímpico nos 100m T47, além da parte técnica, o companheirismo e o alto nível da prova foram importantes. “Essa 1ª etapa Nacional do Circuito Loterias Caixa para nós é muito importante. É o começo da temporada e essa competição serve como parâmetro para saber como estamos, o que dá para melhorar. Foi uma prova boa, principalmente por poder correr ao lado das feras Washington, Thomaz, Fabrício, Joeferson, Lucas, então foi uma prova bem forte e dá até um ânimo a mais correr ao lado deles”, comentou o paraibano.

Já Washington Assis (T47), medalhista de bronze nos Jogo Paralímpicos de Tóquio 2020, ressaltou a importância de competições nacionais ao longo da temporada. “Para todos nós atletas esta competição é importante. É bom para pegarmos ritmo de competição, ritmo de prova. Ajuda e estimula os atletas a se manterem em um nível competitivo, até para aqueles que estão buscando índices. Eu fiquei sem competir dois anos, antes dos Jogos de Tóquio, meu último evento tinha sido o Mundial de Dubai em 2019, foi bastante tempo sem competir e isso é ruim para um atleta de alto rendimento”, relembrou o carioca.

As provas são disputadas com atletas de diversas classes, multiclasse, porém, a premiação e o resultado oficial são divididos por classe. Nos 100m T47, Petrúcio foi o mais rápido com 10s71 e Washington ficou em segundo (10s94). Thomaz Ruan completou o pódio com a marca de 11s33.

A bicampeã paralímpica no salto em distância Silvânia Costa (T11) disputou os 100m na manhã deste sábado e, também, celebrou o retorno das competições.

“Estou bastante feliz por poder participar dessa primeira etapa. Esse resultado para nós mostra o quanto a gente vem trabalhado. O nosso foco é encerrar esse trabalho nos Jogos de Paris 2024 e esse nacional é o pontapé inicial. Eu, como tenho bastante experiência, faço das competições mais um dia de treino. Treino todos os dias aqui no CT Paralímpico, posso desfrutar dessa grande estrutura e hoje é mais um dia de treino, onde posso fazer o meu melhor. Hoje, eu aqueci os motores, a minha principal prova é amanhã, o salto em distância”, relatou Silvânia, que ficou em segundo lugar na prova com o tempo de 14s06.

O Circuito Loterias Caixa é idealizado e organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro desde 2005 e conta com o patrocínio das Loterias Caixa.

Neste primeiro semestre, ainda serão realizados o Campeonato Brasileiro, no mês de maio, e a 2ª Fase Nacional, em junho. Ambos ocorrerão no CT Paralímpico.

Serviço 1ª Fase Nacional de atletismo do Circuito Loterias Caixa Local: Centro de Treinamento Paralímpico Endereço: Rodovia dos Imigrantes KM 11,5 sem número – Vila Guarani – São Paulo. Horário: sábado, das 14h30 às 17h, e domingo, das 8h às 13h.

Patrocínios O paratletismo tem o patrocínio das Loterias Caixa e da Braskem.

Programa Loterias Caixa Atletas de Alto NívelOs atletas Petrúcio Ferreira, Silvânia Costa e Washington Assis são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 70 atletas e sete atletas-guia.

Time São PauloO atleta Washington Assis é integrante do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo que beneficia 57 atletas de 11 modalidades.

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo