Notícias Corporativas

Tecnologia de isolamento térmico ajuda a reduzir gastos com energia elétrica

Mesmo com o recente anúncio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) sobre a manutenção da bandeira tarifária verde no mês de julho, os gastos crescentes com a “conta de luz” preocupam os empresários brasileiros. Em São Paulo, por exemplo, o reajuste tarifário de 12,04% aprovado pela Aneel, no dia 28 de junho, representa um aumento de 18,03% nas contas para os clientes industriais.

A resolução coincide com dados do Boletim InfoMercado da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que mostram que a demanda no consumo foi 1,3% maior na primeira quinzena de junho em relação ao mesmo período de 2021. Nesse cenário, uma atitude dos empresários para minimizar os impactos pode ser investir em sistemas de isolamento térmico, que reduzem a necessidade do uso de refrigeração ou aquecimento dos ambientes.

Nesse segmento, dois jovens empreendedores desenvolveram e patentearam um produto focado no mercado brasileiro. Depois de estudarem nos Estados Unidos durante cinco anos, convivendo com tecnologias no setor da construção civil, os amigos Samuel Andrade e Ricardo Valentini fundaram, em 2013, na capital mineira, a 3TC Isolamento. Eles desenvolveram a tecnologia e o maquinário que produz as mantas e painéis térmicos utilizando a tecnologia batizada de 3TC, com vendas de mais de 1 milhão de metros quadrados nos últimos anos e previsão de faturamento de R$ 11 milhões em 2022.

“A 3TC Isolamento usa uma tecnologia própria que controla os três tipos de transferência de calor (condução, convecção e radiação). Por ser feito de poliestireno expandido, o produto tem o objetivo de evitar a transferência térmica por condução e é revestido com lâminas que refletem 97% da radiação solar. Como controla a entrada de fluidos e vapores devido às camadas de materiais, consegue combater, também, a convecção. Assim, é um isolamento térmico aliado de climatizadores, que dependem disso para ser mais eficientes”, explica o diretor de negócios e engenharia da empresa, Ricardo Valentini.

O produto tem sido utilizado em galpões, supermercados, lajes, telhados, no agronegócio e até em contêineres e motorhomes. Foi utilizado no isolamento térmico da histórica Igrejinha da Pampulha em Belo Horizonte e por empresas, como Mondeléz, Vale, Martminas, Supermercados BH, Villefort, BioHosp, Grupo Elfa, EPA, entre outros.

O princípio da tecnologia 3TC é basicamente o mesmo utilizado nas garrafas térmicas e nos copos Stanley. A manta térmica ajuda a manter a temperatura interna estável, evitando que a temperatura externa interfira no ambiente interno. O produto faz com que os raios se dispersem, evitando a transferência do calor e fazendo com que o ambiente interno sofra menos com o aumento de temperatura. Dessa forma, o uso de ar-condicionado ou de climatizadores poderá ser feito com menor intensidade. Durante os dias frios, os tipos de manta térmica ajudam a manter o calor na parte de dentro, o que diminui o uso de aquecedores. “Além de aumentar a sustentabilidade, é um meio de diminuir os gastos com energia elétrica”, ressalta Samuel Andrade, diretor de operações e marketing da empresa.

As mantas e painéis também podem ser usados como isolantes acústicos instalados entre pisos, nas paredes, em tetos e telhados. Pesquisas realizadas pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) apontam que mantas refletivas, como a tecnologia 3TC, interceptam de 90% a 97% de calor provenientes da radiação (infravermelha) e podem chegar a reduzir em até 10 graus centígrados a temperatura interna da estrutura, dependendo das condições climáticas e de instalação. Segundo o IPT, a instalação de mantas refletivas reduz o consumo de energia elétrica em até 70%.

“Quando começou a instalação em nosso galpão de armazenamento, começamos a ver o resultado da tecnologia. De 40 graus celsius, passamos para uma sensação térmica de 25 graus”, atesta Ismael Santos, gerente da BioHosp Medicamentos Hospitalares, que atualmente faz parte do Grupo Elfa.

Mais acessadas

Topo