juliotake

Brand Safety: a tecnologia se torna uma aliada para proteger as marcas

O brand safety é um dos principais desafios para profissionais de marketing e branding das empresas.

São Paulo 10/9/2021 –

O brand safety é um dos principais desafios para profissionais de marketing e branding das empresas.

A mídia programática trouxe agilidade e eficiência automatizando processos e direcionando campanhas para o público correto. Todos os benefícios dessa revolução do meio digital trouxe também uma nova preocupação das marcas com o contexto onde os anúncios são inseridos.

Especialmente nos últimos anos, onde fake news, desinformação, negacionismo e apoio a discursos de ódio se tornaram pautas sociais de grande repercussão, o brand safety é uma questão essencial dentro do planejamento de mídia.

Inteligência artificial, machine learning e outras tecnologias estão cada vez mais presentes dentro do conjunto de boas práticas que evitam que uma marca seja exposta em um contexto nocivo ou equivocado nas campanhas de mídia.

Por que as marcas precisam se preocupar com o brand safety?

Segundo estudos da ONG Rise, 70% dos entrevistados declaram não comprar de uma marca que apareça ao lado de um conteúdo de ódio ou ofensivo.

Movimentos como Sleeping Giants reforçaram o debate sobre o brand safety e exigiu das marcas ainda mais atenção para melhorarem suas camadas de proteção, utilizando principalmente soluções e plataformas tecnológicas para aumentar o brand safety de suas campanhas.

Como a tecnologia oferece soluções cada vez melhores para garantir o brand safety?

Um exemplo de como a tecnologia pode agregar mais segurança para anunciantes, está na nova integração da plataforma de anúncio da Smart Adserver com a tecnologia da Oracle Contextual Intelligence que oferece a revisão em tempo real e a classificação do conteúdo de publishers para que agências e anunciantes evitem a veiculação de anúncios dentro contextos inapropriados em nas principais categorias de brand safety do setor.

A tecnologia da Oracle utiliza machine learn para avaliar todo o contexto das páginas de conteúdo e cria segmentos de brand safety incluindo categorias como Crime, Drogas, Incitação ao ódio e Obscenidade que podem ser ativados tanto pelo publisher quanto pela agência ou anunciante diretamente da plataforma nas negociações programáticas ainda na fase pré-lances do leilão e também nas campanhas diretas. 

“Cada vez mais o mercado digital demanda soluções que garantam que os anúncios sejam exibidos no contexto correto para que a marca seja inserida seguindo a estratégia desenhada pelos anunciantes.”, explica Taísa Pereira, Country Manager da Smart AdServer no Brasil. 

Brand safety, uma discussão permanente no mercado digital

As conversas sobre brand safety não são novas e provavelmente seguiram na pauta por bastante tempo. O profissional de marketing hoje precisa estar atento aos desafios do cenário digital e pontos como transparência e contextualização semântica são cruciais para mitigar esses desafios. 

Contar com parceiros e também com as novas tecnologias com soluções específicas para atender a segurança da exposição correta do anunciante são fundamentais para entregar resultados escaláveis preservando o valor da marca.

Website: http://www.smartadserver.com

Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Topo