Paraná

Chuvas de quarta-feira na Região Metropolitana de Curitiba foram oito vezes mais volumosas do que em todo o mês de abril

@Sanepar

A chuva que caiu nesta quarta-feira (12) na Região Metropolitana de Curitiba foi de 64 milímetros, segundo registros do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar). A Sanepar destaca que este volume num único dia foi oito vezes maior do que todas as chuvas que ocorreram em abril na região, o que confirma o mês passado como o mais seco dos últimos 12 meses.

As precipitações elevaram para 54,32% o nível das barragens do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC), revertendo a tendência de queda que vinha sendo observada nas últimas semanas.

Nos próximos dias, os reservatórios ainda deverão sentir o impacto das chuvas desta semana e a perspectiva é que o nível chegue mais perto dos 55%, ajudando a manter o atual modelo de rodízio no abastecimento, de 60 horas com água e 36 horas sem água.

“A boa notícia é que os institutos de meteorologia preveem que no inverno, em junho e julho, cessem os efeitos do La Niña, com tendência de chuvas na média”, afirma o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky.

Se a média histórica de chuvas for mantida nos próximos meses haverá um início de recuperação dos volumes de reservação das barragens, que há mais de um ano estão com os níveis mais baixos desde 2009, quando teve início a medição.

Por outro lado, se a estiagem prevalecer nos próximos meses e o nível de reservação chegar a 50%, a Sanepar fará uma avaliação, a partir das previsões meteorológicas, para definir se será preciso tornar o rodízio mais duro ou se o atual modelo será mantido.

Chuvas de quarta-feira na Região Metropolitana de Curitiba foram oito vezes mais volumosas do que em todo o mês de abril
Clique aqui para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Topo